Local

Vila Gilda terá policlínica e centro cultural ampliado

10/12/2021
Vila Gilda terá policlínica e centro cultural ampliado | Jornal da Orla

Um investimento de R$ 5 milhões, obras serão custeadas pela Brasil Terminal Portuário (BTP)

Uma das áreas mais carentes de Santos, o Dique da Vila Gilda, onde vivem cerca de seis mil moradores, ganhará uma policlínica. A unidade de saúde será construída no mesmo terreno onde fica o Centro da Juventude da Zona Noroeste, que será ampliado, passando de 400 metros quadrados de área construída para 1200m² e terá o teatro reformado.

Um investimento de R$ 5 milhões, as obras serão custeadas pela iniciativa privada, por conta de um Termo de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigadoras e/ou Compensatórias (Trimmc) firmado entre a Prefeitura e Brasil Terminal Portuário (BTP).

Os Trimmcs são dispositivos legais que buscam compensar a cidade por impactos provocados pela atividade econômica de uma empresa.

“Temos a convicção do nosso papel de operar com eficiência e desenvolver a comunidade do nosso entorno. Estando mais próxima dos moradores, a nova policlínica vai agilizar o serviço e tornar a vida dessas famílias melhor”, afirmou o presidente da BTP, Ricardo Arten.

Os projetos executivos devem ser apresentados à Prefeitura em 60 dias. “A partir da assinatura do documento, que foi realizada hoje, as obras devem ser concluídas entre 12 e 18 meses”, declarou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Glaucus Farinello.

O projeto arquitetônico, elaborado pela Prodesan e coordenado pela Prefeitura, prevê acessos individualizados, com rampas e elevadores separados, para não misturar os públicos.

Investimentos sociais no Dique

O prefeito Rogério Santos garantiu que a Administração Municipal está empenhada em diversos projetos que visam o Dique da Vila Gilda. “O Conjunto Habitacional Tancredo Neves e o projeto Vila Digna, por exemplo, vão oferecer mais de duas mil habitações; parte destes imóveis serão destinados aos moradores do bairro. Além disso, estamos desenvolvendo o projeto Parque Palafitas, focado em questões sociais e ambientais na região”.

Rogério Santos também destacou o compromisso que a BTP tem com a região desde a sua fundação. “A Prefeitura acredita muito no potencial e na parceria que a BTP tem com a cidade, uma empresa que resolveu um dos maiores passivos do nosso país, com a remediação ambiental da área onde hoje está situada”.

O presidente da BTP, Ricardo Arten, lembrou da conexão da BTP com o Dique da Vila Gilda. “Há 10 anos, a Empresa apoiou a Cooperativa das Costureiras do Dique da Vila Gilda, e hoje, para nós é uma honra poder novamente contribuir com o desenvolvimento dessa comunidade”.

A Cooperativa das Costureiras do Dique da Vila Gilda (Cooperdique) surgiu como alternativa de geração de renda para as mulheres do Dique da Vila Gilda, na Zona Noroeste. Em 2011, a BTP doou maquinários para ajudar a impulsionar o empreendedorismo local.

A BTP, que já havia concluído suas medidas mitigadoras vinculadas ao seu processo de licenciamento, decidiu investir no projeto da nova unidade de saúde apresentado pela Prefeitura por acreditar que essa iniciativa gera um enorme impacto social positivo para as famílias moradoras da Vila Gilda.

“Atualmente, os moradores do bairro precisam se deslocar por alguns quilômetros para atendimento médico, e a nova policlínica vai agilizar o serviço e tornar a vida dessas famílias melhor”, destacou o diretor-presidente da BTP, Ricardo Arten, durante a solenidade em que estava acompanhado dos diretores da BTP, Joel Contente e Claudio Oliveira. Ricardo reforçou ainda o compromisso socioambiental da BTP, que dialoga com a pauta atual do ESG, sigla em inglês para ambiental, social e governança “Temos a convicção do nosso papel de operar com eficiência e desenvolver a comunidade do nosso entorno”.

Do guardanapo ao Projeto

O Prefeito finalizou a solenidade mostrando aos presentes um pedaço de guardanapo “Assinamos esse guardanapo em uma brincadeira, mas hoje [com a assinatura do Trimmc] ele se torna um documento histórico que simboliza a palavra cumprida, a boa intenção e o bom coração das pessoas”. O pedaço de papel selou o início desse compromisso de investimento no projeto, e foi assinado pelo presidente do Conselho da BTP, Patricio Junior, e pelo prefeito durante a reunião realizada entre prefeitura e empresa para definir os investimentos.

 

 

LEIA TAMBÉM:

Projeto pretende transformar dique na Zona Noroeste

Santos recebe prêmio em visita da família Schurmann ao Instituto Arte no Dique