Mundo Pet

Presença de cachorros na praia de Santos terá estudo científico

18/11/2021
Presença de cachorros na praia de Santos terá estudo científico | Jornal da Orla

A viabilidade do projeto-piloto que libera cães na praia de Santos a partir de 1º de janeiro de 2022, em área e horários determinados, será apurada por meio de um estudo inédito no Brasil, com duração de seis meses, realizado por uma comissão composta por infectologistas, médicos veterinários, biólogos, representantes de universidades e de movimentos de proteção do animal, além das secretarias municipais de Governo, Saúde, Meio Ambiente e Segurança.

Embora cidades como Natal e Rio de Janeiro já tenham liberado cães na praia, Santos será a primeira a realizar este trabalho que irá acompanhar a saúde dos animais, a qualidade da areia na área determinada e também nos locais proibidos, além do monitoramento da água do mar.

Outra questão que será apurada neste período é o comportamento e a responsabilidade dos tutores de animais, que precisam seguir uma série de regras, com orientação e fiscalização da Guarda Civil Municipal (GCM).

Entre as regras já estabelecidas estão que a circulação de cães ficará condicionada à identificação do animal por coleira ou plaqueta própria, constando nome e telefone do tutor, carteira de vacinação atualizada, comprovante de vermifugação, presença de tutor maior de idade, comportamento sociável do animal e a não estar no período de cio ou pré-cio.

Além disso, o tutor ficará obrigado a recolher, imediatamente, as fezes do cão e descartá-las em local apropriado, sob pena de multa. Será permitido o uso dos chuveiros da orla da praia pelos cães na área demarcada para presença dos animais.

O órgão responsável pelo controle de balneabilidade das praias deverá realizar, mensalmente, coleta da areia demarcada pelo Poder Público, com a análise de parasitologia, que irá verificar a qualidade sanitária da areia feita posteriormente pela Secretaria de Saúde ou empresa contratada. Os resultados serão divulgados no site oficial da Prefeitura e publicado no Diário Oficial do Município.

DEFINIÇÕES E SUGESTÕES
A comissão, coordenada pelo secretário de Governo, Flávio Jordão, irá definir, até o projeto-piloto entrar em vigor, todas as regras que ainda serão estabelecidas e como serão colocadas em prática. Outra definição que será feita é o local e o horário onde será permitida a presença dos cães.

“A partir de agora dividimos este projeto experimental em duas etapas. Primeiro vamos discutir todos os regramentos e, após 1º de janeiro de 2022, realizaremos esse estudo científico com muita transparência, que é o ponto mais importante. Somos uma Cidade democrática e não temos compromisso com o erro. Se for apurada inviabilidade, iremos retroceder”, explicou Flávio Jordão.

No entanto, Jordão está otimista em relação ao projeto. “Tenho expectativa positiva em relação ao cumprimento dessas regras que foram criadas conjuntamente pelo governo, especialistas e o movimento. Também estamos abertos a sugestões e preocupações que podemos levar para discussão nesta comissão, que terá pessoas com visões diferentes. Elas podem ser enviadas para o e-mail segov@santos.sp.gov.br”, completou o secretário.