Diabéticos devem redobrar os cuidados com os pés

24/11/2021
Freepik

Hilda Oliveira

Estima-se que cerca de 20% da população com diabetes desenvolverá algum problema nos pés no decorrer da vida, conforme dados da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Existem motivos para que isso ocorra e também cuidados que podem ser tomados para minimizar os problemas causados nos pés de quem tem a doença. O dia 14 de novembro é conhecido como o Dia Mundial do Diabetes, mas a preocupação deve ocorrer durante todo o ano.

Ir a um podólogo com frequência e seguir as orientações do profissional pode evitar transtornos e até mesmo a amputação de membros inferiores. Ainda de acordo com a SBD, o diabetes é a primeira causa de amputações não traumáticas em membros inferiores no mundo. Atualmente, cerca de 16 milhões de brasileiros convivem com o diabetes.

A podóloga e enfermeira, Hilda Oliveira, tem mais de 21 anos de experiência na área e explica que o risco de as pessoas desenvolverem problemas nos pés em decorrência do diabetes está relacionado à neuropatia periférica. “Isso pode gerar a diminuição da sensibilidade nesses membros, perda de força e da mobilidade dos pés. Infelizmente, há casos em que a única alternativa é a amputação”.

Ela observa que o atendimento voltado à pessoa que tem diabetes é bem específico, sempre buscando minimizar as lesões que eventualmente existam no pé e, principalmente, o agravamento dessas lesões. “Muitas vezes, é um machucado simples, causado por um corte errado de unha, mas como a cicatrização do diabético também pode ficar comprometida, o ideal é que o corte seja feito por um profissional especializado, sempre com todos os cuidados”.

Serviço – A Clínica de Podologia Total Pé está localizada na Avenida Doutor Epitácio Pessoa, 62, loja 48, no Boqueirão, em Santos. Conta ainda com serviços de depilação, reflexologia podal e reflexologia tailandesa, manicure e venda de produtos de podologia. O telefone é 3284-7232.

 

*Hilda Oliveira é enfermeira, pós-graduada em Dermatologia com capacitação em Podiatria e Feridas e atende em uma clínica de Santos há mais de 14 anos.


Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete a linha editorial e ideológica do Jornal da Orla. O jornal não se responsabiliza pelas colunas publicadas neste espaço.