Local Meio Ambiente

Dois filhotes de tubarão-bambu nascem no Aquário de Santos

27/12/2021
Rogério Bomfim/Prefeitura de Santos

O Aquário de Santos ganhou dois novos moradores durante o último final de semana: dois filhotes de tubarão-bambu, uma fêmea e um macho, que nasceram sozinhos na madrugada de domingo (19). Ambos estão saudáveis, têm 14 centímetros de comprimento e pesam 15 gramas. A partir do final de março já será possível visitá-los no parque.

Os filhotinhos nasceram seis meses após os tubarões-bambu, que estão há pouco mais de um ano no Aquário, acasalarem em um momento raro.

Nos primeiros dois meses de vida, os filhotes ficarão no tanque-berçário, sob a dieta de pequenos pedaços de peixe e camarão, até ganharem tamanho e aprenderem a se alimentar sozinhos.

“Uma vez na semana nós arremessamos minicrustáceos já enriquecidos com nutrientes para estimular a busca dos filhotes por alimento. Por ser uma refeição viva, essa prática contribui para o desenvolvimento do instinto selvagem deles”, explicou o biólogo Alex Ribeiro, coordenador do Aquário.

Os animais serão transferidos para um tanque maior entre o final de março e começo de abril de 2022. Conforme explicado pelo coordenador, “a mudança de tanques também é gradativa. Eles vão primeiro para um tanque com mil litros de água, e depois vamos passando para tanques maiores”.

Para manter os bebês saudáveis e em segurança, a equipe do Aquário montou uma estrutura própria, com filtragem específica e controle contínuo da qualidade da água. Além disso, mantém uma planilha de acompanhamento, com todos os detalhes referentes aos filhotes desde o momento da postura dos ovos.

“Eles nasceram em um ambiente controlado que a gente tenta aproximar ao máximo da realidade. Nós medimos constantemente a salinidade da água, para não ficar muito diferente do que eles encontrariam no mar, e filtramos o composto nitrogenado, que é tóxico para os tubarões, o que também acontece na natureza”, explicou o coordenador do Aquário.

Segundo o biólogo, o nascimento dos animais mostra o completo bem-estar dos tubarões sob os cuidados humanos oferecidos pelo equipamento. “Eles se adaptaram bem com a qualidade de água, o ambiente e a oferta de alimentos. Tudo isso contribui para que eles se mantenham saudáveis e consigam se reproduzir”.

TUBARÕES-BAMBU
Os tubarões-bambu podem chegar até os 20 anos de idade, além de atingirem 1,3 metro de comprimento e o peso de 3kg. Uma característica destes animais é a capacidade de ‘caminhar’ no fundo do mar utilizando as nadadeiras. Em razão disso, são considerados uma espécie bentônica, nome dado aos organismos que vivem em associação ao fundo de ambientes subaquáticos.

A espécie não é nativa do Brasil, sendo encontrada no Sudeste Asiático. Os ‘papais’, que vieram da Indonésia em agosto de 2020, não podem ser soltos na costa brasileira por serem uma espécie exótica. Tanto os pais quanto os filhotes continuarão no parque como parte do trabalho de educação ambiental. Para a comunidade científica, a espécie é considerada quase ameaçada de extinção. Isso porque são muito explorados pela atividade pesqueira.