Saúde

Diagnóstico precoce aumenta chance de cura do câncer infantil

20/11/2021
Diagnóstico precoce aumenta chance de cura do câncer infantil | Jornal da Orla

De cada 10 casos de câncer infanto-juvenil, seis são diagnosticados quando a doença está em estágio mais avançado, o que complica o tratamento. Para alertar sobre o assunto, 23 de novembro foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 80% dos casos de câncer alcançam a cura, se diagnosticado precocemente.

A leucemia é o tipo mais comum de câncer em crianças, seguido de tumores do sistema nervoso central e linfomas. 

Os cânceres em crianças e adolescentes são considerados mais agressivos e se desenvolvem rapidamente. Por outro lado, os pacientes infantis respondem melhor ao tratamento e as chances de cura são maiores, se comparado com o público adulto. 

 

Segundo o INCA, o câncer é a primeira causa de mortalidade por doença entre brasileiros de 1 a 19 anos — são mais de 10 mil casos novos de câncer por ano.

Tratamento
A terapia é planejada de acordo com o diagnóstico do tumor. As três modalidades principais são quimioterapia, cirurgia e radioterapia.

 

Sinais e sintomas do câncer infantil

Fique alerta, pois podem ser confundidos com doenças comuns da infância:
• Dores nos ossos, principalmente nas pernas, com ou sem inchaço.
• Palidez inexplicada.
• Fraqueza constante.
• Aumento progressivo dos gânglios linfáticos.
• Manchas roxas e caroços pelo corpo, não relacionados a traumas.
• Dores de cabeça com vômitos.
• Perda de peso, com aumento/inchaço na barriga.
• Febre ou suores constantes e prolongados.
• Distúrbios visuais e reflexos nos olhos.