Manual do Viajante

Cidades para celebrar o Dia do Rock, bebê!

09/07/2016
Cidades para celebrar o Dia do Rock, bebê! | Jornal da Orla
Em 1985, sensibilizado com uma imagem do fotógrafo Sebastião Salgado mostrando pessoas morrendo de fome na Etiópia, o cantor irlandês Bob Geldof organizou um grande concerto para arrecadar fundos. Realizado no dia 13 de julho, no estádio de Wembley, em Londres, o evento teve apresentações de U2, David Bowie, Queen, The Who, Paul McCartney e integrantes do Led Zeppelin, entre outras bandas. De tão inesquecível, a data se tornou o Dia Mundial do Rock. Confira alguns lugares onde este ritmo contagiante fez sua história.
 
Londres, Inglaterra
Além do Wembley, a capital britânica abriga diversos locais emblemáticos na história do rock, como a Abbey Road, rua que serviu de cenário para a foto da capa de um dos discos dos Beatles. Neste roteiro musical, há também a casa de Freddie Mercury e os bares das primeiras apresentações de ícones como Rolling Stones, David Bowie, Queen, The Who, Sex Pistols e The Police.
 
Liverpool, Inglaterra
Localizada a 355 quilômetros de Londres fica a cidade onde Paul McCartney, Ringo Starr, John Lennon e George Harrison tocaram pela primeira vez, no Cavern Club. O bar original não existe mais (foi demolido em 1973), mas um local de mesmo nome foi construído do outro lado da rua. 
 
Seattle, Estados Unidos
Cidade onde nasceu o guitarrista Jimi Hendrix, também abriga o Experience Music Project (EMP), um espaço interativo que retrata a trajetória do movimento grunge e suas principais bandas, como Mother Love Bone, Nirvana, Pearl Jam, Soundgarden e Alice in Chains. Outra atração da cidade é o bar e café The Crocodile, que sediou as primeiras apresentações destas bandas locais que depois ganharam o mundo. Seattle abriga também o túmulo de Hendrix, no Greenwood Memorial Park, e uma escultura feita pelo japonês ISamu Noguchi, que inspirou a música “Black hole sun”, do Soundgarden. Feita em granito brasileiro, ela fica à beira do lago do Capitol Hill’s Volunteer Park.
 
Memphis, Tennessee, EUA
Graceland, a mansão onde Elvis Presley viveu durante boa parte de sua carreira, transformou-se em um dos lugares mais visitados dos Estados Unidos. Nela, o visitante encontrar raridades como o primeiro vinil do Rei do Rock, que ele gravou em homenagem à mãe. Em Memphis também estão localizados o Sun Studio, onde Elvis Presley, Johnny Cash, Jerry Lee Lewis,  B.B. King e Roy Orbison, entre outros, gravaram, e a fábrica de guitarras Gibson.
 
Bethel, Nova York, Eua
Pouca gente sabe, mas foi em uma fazenda próxima a esta pequena cidade no leste americano que aconteceu o mais emblemático festival de rock de todos tempos: em 1969, Woodstock reuniu mais de 400 mil pessoas e os principais nomes da época, como Joe Cocker, Janis Joplin, Creedence Clearwater Revival, The Who e Jimi Hendrix. Foram três dias de muita paz, amor, sexo, drogas e rock and roll, que estão muito bem retratados no Bethel Woods, um museu interativo muito interessante.
 
Galeria do Rock, São Paulo
O prédio comercial de quatro andares localizado no Centro de São Paulo aparece no Guinness Book of Records como o lugar de maior concentração de estabelecimentos dedicados ao rock do mundo. Além de lojas de discos, assessórios, ateliês de alfaiates e sapateiros, o lugar é ponto de encontro de fãs e músicos. Recebe cerca de 5 mil pessoas por dia. Já visitaram o local lendas como Bruce Dickinson (vocalista do Iron Maiden), Kurt Cobain (Nirvana) e, dizem (ninguém fotografou), Bob Dylan.