Regional

Surfista vicentino salva casal de afogamento na Praia do Itararé

25/05/2022
Divulgação/Prefeitura de São Vicente

Além de surfista, o jovem vicentino, João Victor Santos, de 16 anos, se tornou um verdadeiro herói na sexta-feira (20/5). O atleta estava praticando sua aula normalmente, na Escolinha de Surf da Prefeitura, que fica na Ilha Porchat, quando se deparou com uma situação de perigo: uma mulher tentava se agarrar às pedras para não se afogar.

“Fui nadando até ela. Quando cheguei perto, percebi que estava muito fraca, sem conseguir se mexer. Então subi em uma pedra e consegui puxá-la para cima comigo”, explica João Victor.

Durante o ocorrido, ele notou que o marido da vítima também estava em risco de afogamento.

Para concluir o socorro, o atleta contou com a ajuda do professor de surf, Ricardo Melo, que estava ao lado dos pais do garoto, registrando o treinamento.

“Percebemos que algo estava errado quando um surfista saiu do mar com a prancha do Victor. Normalmente, os atletas pegam o equipamento e levam de volta para o companheiro. Corremos para descobrir onde ele estava, e então soubemos que estava nadando para salvar o casal”, detalha.

Após isso, Ricardo correu para o mar com a prancha. Quando chegou, Victor e as vítimas já estavam sobre as pedras. O professor, então, acionou a equipe de bombeiros.

O jovem ressalta que utilizou técnicas aplicadas nas aulas da Secretaria de Cultura, Esportes e Cidadania (Secec) para concluir o ato heróico.
“Iniciei o socorro com os ensinamentos que obtive nas aulas de ‘Salva Surf’, que recebemos na Escola de Surf. Também apliquei um recurso que aprendi em um curso de apneia. Tive calma e paciência para fazer a abordagem na senhora que estava em estado de choque.”

Surfista por vocação e herói nas horas vagas, ele considera o ato como um dos mais especiais de sua vida.
“Felicidade imensa! Tive um treino maravilhoso e, principalmente, a oportunidade de salvar duas vidas. Saber que o casal teve mais uma chance me conforta”.

Neste momento, o atleta de São Vicente está realizando treinamentos em Maresias (SP).

Vítimas

Socorrido junto com a esposa, Miriam Aparecida, o assistente social Anderson Luis Araújo, de 51 anos, conta que o momento representou um dos episódios mais difíceis de sua vida, mas que, felizmente, terminou bem. “Nós sempre vamos dar um mergulho na praia. Dessa vez veio uma sequência de ondas com forte correnteza. Quando caiu a ficha, já estávamos correndo risco de morrer. Até chegarmos às pedras foi um turbilhão de emoções. É como se tivéssemos renascido. Situações como essa nos mostram como existem pessoas boas no mundo. Gratidão eterna.”