Santos

Centro Histórico de Santos ganha novas calçadas

12/06/2024
Carlos Nogueira/PMS

A Prefeitura de Santos concluiu a construção de novos passeios em dois trechos da Rua Tuyuti, avançando na reestruturação do eixo turístico do Centro Histórico. Este projeto visa revitalizar a área, proporcionando espaços de convivência, lazer e contemplação, com novos elementos de paisagismo e mobiliário urbano.

As obras, realizadas entre o Largo Marquês de Monte Alegre e a Rua Frei Gaspar, incluem passeios de concreto desempenado com três metros de largura, seguindo o padrão “Calçada para Todos”. A próxima fase do projeto abrangerá mais duas quadras, até a Praça Barão do Rio Branco, com um total de 11.107,17 m² de área beneficiada.

Segundo Hélio dos Santos Jr., engenheiro civil da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos), resta apenas concluir o detalhe arquitetônico em mosaico português em 20% das calçadas, nas cores branca e marrom. “Já plantamos grama em 60% da área prevista, e as fontes interativas e decorativas estão na fase final de construção. A infraestrutura de drenagem e telecomunicações também está pronta”, afirmou Santos Jr.

A fonte interativa contará com um reservatório revestido de azulejos, doze bicos distribuídos em três círculos e iluminação em LED. Já a fonte decorativa, segundo o técnico em edificações Anderson Maciel de Abreu, terá uma base concretada e estruturas em arco para sustentar os brinquedos infantis.

O projeto abrange, além da Rua Tuyuti, a Rua do Comércio e a Rua da Constituição, integrando-se à segunda fase do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), que atenderá ao Centro Histórico e à área do Mercado Municipal. A requalificação visa também criar uma ambiência agradável nas proximidades dos armazéns do porto e de patrimônios tombados, como o Museu do Pelé e o Museu do Café.

A revitalização inclui a instalação de 1.780,33 m² de guias de granito, 3.865 m² de passeios de concreto desempenado, mosaicos portugueses coloridos, grama de duas espécies, ipês amarelos e palmeiras jerivá. Novos bancos, lixeiras, postes de iluminação e brinquedos de playground serão adicionados, promovendo um ambiente urbano mais atraente e funcional.

Projeto

A obra, com prazo de 18 meses e previsão de término no primeiro semestre de 2025, está sob a responsabilidade da empresa Pavisan. O investimento total é de R$ 9.973.022,65, com R$ 7.510.000,00 provenientes do Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias (Dade) e o restante do orçamento municipal.

Até o final deste mês, a primeira fase do Parque Valongo será entregue, com 80% dos serviços de restauro dos armazéns 4, 5 e 6 já concluídos. A ligação entre a Rua XV de Novembro e o armazém 4 será estabelecida por uma passarela sobre a Rua Tuyuti e a Avenida Perimetral, integrando ainda mais a área revitalizada ao tecido urbano.