Cultura Local

Cadeia Velha de Santos terá Fábrica de Cultura a partir de setembro

18/01/2022
Francisco Arrais/Prefeitura de Santos
Além de aulas de artes cênicas, música, audiovisual e circo, espaço oferecerá também cursos de programação, robótica, animação, drones, entre outros.

A Casa de Câmara Cadeia Velha, em Santos, passa a ser sede, a partir de setembro de 2022, do Projeto Fábrica de Cultura 4.0, que oferecerá 100 cursos, com 2.480 vagas nas áreas de cultura, tecnologia e economia criativa. A iniciativa é do Governo do Estado e conta com apoio da Prefeitura de Santos.

O protocolo de intenções que viabiliza a instalação do projeto no edifício histórico foi assinado nesta terça-feira (18/1) pelo governador João Doria e o prefeito Rogério Santos, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. O investimento é de R$ 12,5 milhões e o custeio anual é de R$ 7,4 milhões.

As atividades fazem parte do projeto de formação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado. Além das linguagens tradicionais como artes cênicas, música, audiovisual e circo, haverá também aulas de programação, robótica, animação, drones, entre outras.

“Acreditamos que a escolha da instalação da Fábrica de Cultura 4.0 foi perfeita por ser um local que faz parte de um grande corredor cultural do Centro Histórico de Santos”, comentou o governador.

O prefeito Rogério Santos também ressaltou a ampliação das opções culturais na região central da Cidade.  “Muito em breve, dentro das comemorações do aniversário de Santos, nós iremos entregar as reformas do Outeiro de Santa Catarina e da Casa do Trem. Mais dois espaços que ficarão disponíveis para nossa classe artística”.

A proposta da Fábrica de Cultura 4.0 inclui em seu projeto educacional o foco para a ‘quarta revolução industrial’, impulsionada pela convergência digital e pela economia criativa. As novas unidades do projeto terão espaço maker, coworking, bibliotech, estúdios profissionais, auditório e espaço multiuso.

Segundo a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, este mesmo conceito será adotado em todas as unidades futuras e também nas já existentes. A primeira unidade 4.0 foi aberta em outubro de 2021, em São Bernardo do Campo.

O protocolo de intenções que foi assinado pelo governador João Doria para Santos prevê as seguintes etapas: providenciar o restauro da Cadeia Velha; implantar o programa Fábrica de Cultura no imóvel e providenciar o investimento para aquisição de material e equipamentos para o funcionamento das ações do projeto. A gestão será da Organização Social Catavento Cultural.