Regional

Artesanatos em fibra de bananeira geram oportunidades de renda às mulheres de Itanhaém

10/03/2022
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém

Com o objetivo de incentivar a inclusão produtiva e o empoderamento feminino, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes em parceria com a Secretaria de Relações do Trabalho e o Sindicato dos Produtores Rurais de Miracatu estão proporcionando às 12 mães e responsáveis de alunos da Creche Elza Galvão Branco, um curso para confeccionar artefatos utilitários e decorativos utilizando fibra de bananeira  por meio das técnicas do trançado, fio cochado, tecelagem e revestimento a fim de melhorar a renda das famílias perante a situação financeira ocasionada pela pandemia de Covid-19. As aulas acontecem até a próxima sexta-feira (11/3).

Após o curso, haverá uma exposição para venda dos artesanatos. Tal iniciativa se deu após o Sebrae realizar no último mês de dezembro  uma palestra pelo Programa Sebrae Delas – Mulheres de negócios, com o objetivo de promover o empreendedorismo feminino e despertar o autoconhecimento para as mães de alunos da Creche Elza Galvão Branco às mulheres com renda per capta de até R$ 200 mensais na faixa de pobreza e extrema pobreza econômica.

A presidente da ABAS, Sandra Branco, também ressalta a importância dos cursos para o desenvolvimento feminino. “É com muita alegria que recebemos este curso, uma grande oportunidade para as mulheres. Estarmos iniciando na Semana da Mulher nos faz pensar nas oportunidades e conquistas que nós mulheres conquistamos no passar do tempo. No quanto é importante essas mães terem geração de renda, por meio de oportunidades como essa que a Prefeitura  de Itanhaém está oferecendo”, disse.