Sem categoria

Busca por plano de saúde sênior aumenta na pandemia

16/09/2020
Busca por plano de saúde sênior aumenta na pandemia | Jornal da Orla

Após a pandemia do novo coronavírus, a busca por plano de saúde sênior cresceu, mostrando que a população está cada vez mais preocupada com questões que envolvem a saúde e também o bem-estar.

 

Todo esse crescimento pode estar ligado ao fato de que a expectativa de vida no país aumentou, chegando a uma média de 76,7 anos, em 2020.

 

No entanto, um grande dificuldade para quem está em busca de um plano que valha a pena, é entender mais sobre os tipos existentes e também encontrar uma boa corretora de plano de saúde.

 

Para facilitar ainda mais a busca, o presente artigo irá apresentar, de forma clara e coerente, qual a diferença entre um plano de saúde sênior para um convencional e ainda explicar alguns detalhes que devem ser notados na hora de fechar contrato. Leia até o final e acaba de vez com todas as dúvidas.

 

 

O que é plano de saúde sênior?

 

O plano de saúde para idosos, também conhecido como plano de saúde sênior,  é direcionado para pessoas que já atingiram uma faixa etária elevada.

 

A grande diferença desse plano com o convencional é que é voltado para o público da terceira idade e com isso, tem disponível programas de prevenção de problemas de saúde, que contam com palestras informativas, exames médicos e outras facilidades para os idosos.

 

A ideia da criação de um plano voltado para o público mais velho é fazer com que mantenham a independência mesmo quando algumas limitações já foram impostas pela vida.

 

Hoje, já é possível encontrar plano de saúde sênior para pessoas com idade superior a 49 anos, idade inferior aos 65 anos de idade, faixa etária mínima considerada como o início da velhice.

 

 

Conheça os principais benefícios

 

O plano de saúde voltado para pessoas da terceira idade apresenta muitos benefícios.

 

Veja abaixo como a aquisição desse tipo de plano pode trazer muito mais vantagens aos idosos, fazendo com que continuem tendo uma vida digna:

 

  • Todo o atendimento será especializado e diferenciado, respeitando sempre as limitações do idoso;
  • Mantém o foco na medicina preventiva, onde exames periódicos serão feitos com a finalidade de prevenção de futuras doenças;
  • Os atendimentos são feitos de forma rápida, visando sempre o conforto e bem-estar do paciente;
  • Geralmente, a maioria das corretoras de saúde apresentam planos onde o reajuste por idade não acontece, deixando apenas a mudança de valores que ocorre anualmente.

 

 

Como escolher um bom plano de saúde sênior?

 

Por mais que o cidadão tenha a necessidade de cuidados com a saúde em todas as idades, o idoso precisa de cuidados especiais.  

 

O primeiro passo é analisar a cobertura oferecida, pois o idoso, em alguns casos, terá a necessidade de se descolar até os pontos de atendimento.

 

Por mais que o plano sênior já esteja apresentando atendimento domiciliar, ainda há a questão dos exames laboratoriais e de imagem, sem contar os casos que necessitam de internação. Escolha sempre pela cobertura que englobe a região.

 

Dê muita atenção a lista clínicas e médicos credenciados não somente pela questão geográfica, mas também para entender quais profissionais poderão atender em consultas e casos emergenciais.  

 

Algumas corretoras, preocupadas com a comodidade do idoso, podem aumentar ainda mais o leque de benefícios, então mesmo que não seja oferecido, pode ser uma boa prática perguntar sobre a possibilidade de agrupar as seguintes facilidades:

 

  • Possuir emergência médica 24 horas por dia;
  • Paciente ter a oportunidade de receber aconselhamentos via telefone;
  • Desconto na obtenção de medicamentos;
  • Possibilidade de agendar as consultas via internet;
  • Aumento da cobertura;
  • Repartição funerária.

 

Os valores também devem ser analisados na hora da escolha de um plano, entretanto é preciso ter a consciência de que os planos voltados para o público idoso, geralmente, são mais caros.

 

Alguns fatores como a rede credenciada e também a amplitude dos serviços oferecidos, podem fazer com que os valores mensais sejam mais caros do que o padrão, então a relação entre o custo e o benefício deverá ser feita com cautela.

 

 

Carências e outras obrigatoriedades

 

A carência, geralmente, segue o mesmo padrão dos demais tipos de planos, mas para aqueles já possuem alguma doença na hora da contratação, o período de dois anos deverá ser respeitado.

 

Apenas como fonte informativa, segue o padrão de carência estabelecido pela lei:

 

  • 24 horas para casos urgentes;
  • Partos sem complicações deve esperar 300 dias;
  • E as demais situações, a carência será de 180 dias.

 

Algumas corretoras conseguem liberar exames e consultas dentro do prazo de 30 dias, sendo mais um ponto a ser analisado na hora da contratação.

 

Importante saber que além desses prazos obrigatórios exigidos pela ANS (Agência Nacional de Saúde), existe mais um detalhe pouco comentado, mas que pode ser requerido.

 

Quando o paciente possui um médico de preferência e ele não faz parte da lista de credenciados, o plano de saúde deve encontrar outros profissionais, da mesma área, para que os mesmos serviços prestados, anteriormente, tenham continuidade. 

 

 

Plano de saúde sênior: considerações finais

 

Agora ficou bem mais claro como ter um plano de saúde pode ser interessante, ainda mais para aqueles já atingiram uma idade avançada.

 

Caso queira encontrar um bom plano de saúde em Santos para idosos, não hesite em buscar por uma corretora de saúde que tenha uma equipe composta por especialistas em promoção à saúde.