Baixada Santista

Festival destaca força da cultura japonesa

30/04/2014
Festival destaca força da cultura japonesa | Jornal da Orla
Nesta quinta-feira (1º), feriado do Dia do Trabalho, tem festa japonesa na Associação Atlética dos Portuários. É o 62º Undokai, evento esportivo realizado pela Associação Japonesa de Santos e considerado o maior e mais tradicional da comunidade nipo-brasileira na Baixada Santista. A festa acontece das 9h às 17h, com atividades abertas ao público e entrada franca.

No Undokai, famílias de descendentes e de interessados na cultura japonesa se reúnem para um dia de gincanas ao ar livre, promovendo a integração entre os participantes, o espírito esportivo, a atividade física e o lazer. Foram organizadas mais de 20 atividades, com provas para pessoas de todas as idades, de crianças a idosos.

O preparo da edição deste ano envolveu dezenas de voluntários e cerca de três meses de trabalho. Além das brincadeiras, a festividade também terá uma área de alimentação com pratos típicos da culinária japonesa, além de churrasco. Em 2013, mais de mil pessoas compareceram ao evento.

Evento começou com os imigrantes
Atualmente o Undokai acontece no Japão em outubro, especialmente no dia 10, data em que se comemora o Taiiku no Hi (Dia dos Esportes). Em Santos, o evento é realizado initerruptamente desde a fundação da Associação no período pós-guerra, mas o primeiro Undokai da história da imigração japonesa no Brasil ocorreu ainda a bordo do Kasato Maru, o navio que em 1908 trouxe oficialmente o primeiro grupo de imigrantes pelo acordo assinado em 1895 entre o Brasil e o Japão. Os passageiros ocuparam todo o deque superior externo do navio para assistir e participar das corridas e brincadeiras. 

Desde então, em terra, o Undokai passou a ser realizado anualmente e tornou-se uma tradição. Ao se estabelecerem no Brasil, os imigrantes sentiram a necessidade de promover eventos de integração social e a realização do Undokai foi uma escolha natural, partindo do fato de que, independente da região ou província de origem das famílias de imigrantes, todos conheciam e sabiam como funcionava a dinâmica da festividade.