Mundo Pet

Santos promove ações para alertar população sobre a leishmaniose

09/08/2021
Santos promove ações para alertar população sobre a leishmaniose | Jornal da Orla

Doença grave causada por protozoários, a leishmaniose visceral acomete tanto cães e gatos, quanto seres humanos (sendo as crianças as principais vítimas) e pode levar à morte em até 90% dos casos. O setor de Informação, Educação e Comunicação, da Secretaria de Saúde de Santos, intensificará na próxima semana a prevenção a essa doença com visita a três policlínicas

 

Na terça-feira (10), a partir das 9h, na Policlínica Marapé será feita a atualização de cenário epidemiológico da área para a equipe de plantão. Na sequência, na feira do bairro, haverá uma atividade educativa com abordagem direta e distribuição de material informativo.

 

Na quarta-feira (11), a partir das 9h30, será montado um estande educativo sobre a leishmaniose na Policlínica São Bento Bento, seguido de campanha com os frequentadores do Restaurante Bom Prato.  Na quinta-feira (12), a policlínica visitada será a da Nova Cintra, onde também será montado estande informativo sobre o tema.

 

MOSQUITO PALHA

A leishmaniose é transmitida por um tipo de mosquito chamado palha, que se desenvolve em locais sombreados e com acúmulo de matéria orgânica.

 

Em Santos, desde 2015, foram identificados casos caninos, e nenhum em humanos. Desde então, várias ações estão sendo tomadas para identificação, prevenção e controle da doença que apresenta como característica a sua incidência em regiões de borda de mata. A maior incidência no Município se deu no Morro do Marapé, Morro da Nova Cintra e São Bento.